Foto: W. Quatman, Parque Nacional Chapada dos Veadeiros

Apagão nos órgãos ambientais orquestrado pelo governo de Jair Bolsonaro

Apesar da derrota nas urnas do projeto de destruição da democracia, dos direitos básicos e do meio ambiente, a gestão Bolsonaro ainda possui um mês de governo e os ataques continuam, aumentando as escaladas de esvaziamento e desmonte das políticas e estrutura ambiental brasileira.

No apagar das luzes, o governo Bolsonaro determinou um bloqueio de R$ 90 milhões no Ministério do Meio Ambiente. As conseqüências já estão sendo sentidas, o Ibama corre risco de paralisação total de suas atividades ainda em 2022.

 Por outro lado, o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) do ICMBio está inoperante e os servidores e colaboradores do órgão estão sem acesso aos dados.

A ASCEMA Nacional emitiu uma nota em que avalia os prejuízos causados pelo corte. “Esse apagão no Ibama e no ICMBio é a senha deste governo abrindo caminho, mais uma vez,  para o crime ambiental e a imobilização do que restava de proteção direta no Brasil”, diz trecho do documento.

A nota pode ser acessada abaixo: